jump to navigation

CEAI promove o bem-estar dos idosos de Uberlândia

Hidroginástica, aulas de dança, bordado e xadrez são atividades oferecidas pelo projeto

Vilma Terezinha (a terceira da esquerda pra direita) e seus colegas da terceira idade no CEAI

A população idosa não pára de crescer. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), até 2025, o Brasil será o sexto país do mundo com o maior número de idosos. Isso acontecerá porque as políticas sociais que promovem o bem-estar da terceira idade têm se multiplicado nos últimos anos, e em Uberlândia essa realidade não é diferente.

O CEAI, Centro Educacional de Assistência Integrada, é uma dessas políticas sociais para idosos. O projeto conta hoje com quatro unidades em Uberlândia, localizadas nos bairros Luizote, Guarani, Tocantins e Laranjeiras. No total, cerca de seis mil idosos são atendidos por mês pelo CEAI, e participam de atividades que vão de fisioterapia e hidroginástica à xadrez e aulas de bordado.

Vilma Terezinha tem 65 anos e está durante todos os dias da semana exercitando corpo e mente no CEAI Luizote de Freitas. Nas segundas, quartas e sextas, faz hidroginástica na piscina aquecida. Terças e quintas, aula de dança. A senhora avalia sua iniciação no projeto de forma positiva. “Mudei meu astral desde que entrei para o CEAI, todo mundo comenta isso. Meu joelho parou de doer desde que eu entrei pra hidro, levo uma vida muito mais ativa desde então”, diz.

Animada e bem disposta, Vilma não só participa intensamente do projeto como foi responsável pela participação de várias colegas no projeto. Está sempre estimulando os idosos do bairro a entrarem para o CEAI e dá uma bronca naqueles que ainda não foram conhecer. “A terceira idade é a melhor idade, as pessoas precisam aproveitar enquanto é tempo”, comenta.

Por Henrique Duarte

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: